O transporte ferroviário no Brasil

O transporte ferroviário no Brasil

image

Por Prof. José Roberto Martins Pataro
 

O transporte ferroviário no Brasil é um setor que tem tido bastante destaque, principalmente nos últimos anos. Em 2019, houve um aumento de quase 200% na produção ferroviária, em toneladas por quilômetro rodado, e também podemos observar o crescimento no transporte de contêineres para o grande volume de commodities por ferrovias.
 

Todo esse resultado positivo contribui diretamente para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, e o país precisa do setor ferroviário para sustentar a economia nos próximos anos. O Governo Federal tem sinalizado excelentes oportunidades para o setor, principalmente no que diz respeito às concessões ferroviárias.

VEJA TAMBÉM:

Os meios de transporte sofrem mutações juntamente com os avanços da sociedade

Área em ascensão: Engenharia de Segurança do Trabalho

A engenharia econômica

As mudanças da tecnologia na era industrial 4.0

O primeiro trecho a ser concedido na ferrovia norte–sul terá ligação entre Porto Nacional (Tocantins) e Estrela D’Oeste (São Paulo), e a previsão é que, no próximo ano, o trecho já esteja em operação. Quando estiver concluído, terá a extensão de quase 4.200 km e cortará 10 estados.
 

Ainda existem mais dois projetos. Um deles é a ferrovia e integração oeste–leste, uma alternativa de transporte econômica, eficaz, segura e com pouquíssimo impacto ambiental, com capacidade de atender às regiões produtoras de minério de ferro e de grãos.
 

O outro projeto é a construção da Ferrogrão, ferrovia de quase mil quilômetros, destinada ao escoamento de grãos como soja e milho, que liga Sinope (Mato Grosso do Sul) a Mirituba (Pará).
Todos esses projetos contribuirão diretamente para a baixa de custos logísticos no Brasil, e a previsão é que a participação do modal ferroviário deva dobrar nos próximos cinco anos.

 

Transporte Ferroviário/Metroviário em São Paulo
 

São Paulo tem destaque especial no setor ferroviário, já que o estado tem investido na expansão e modernização da rede de metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Diariamente, essas empresas transportam, em média, 8 milhões de pessoas. Além da abertura de novas estações, São Paulo ainda contou com um aumento significativo da malha metroviária e da CPTM.
 

Ao longo dos últimos anos, foram feitos grandes investimentos, com projetos prioritários de ampliação, implantação e modernização no sistema metroviário paulista.
Dentro do planejamento urbano, o transporte de massa sob trilhos é, sem dúvida, o meio mais eficaz de mobilidade, tanto em sua capacidade em transportar por hora grande quantidade de pessoas como de trafegar em vias exclusivas. É a grande solução de mobilidade nas grandes cidades.

 

Todos esses investimentos trazem à tona a real necessidade de capacitação e qualificação da mão de obra, que é extremamente carente no mercado nacional, tornando o oferecimento de cursos específicos, como especializações de engenharia na área ferroviária e metroviária, uma excelente opção para os profissionais da área.
 

Conheça a Pós em Engenharia Ferroviária/Metroviária da USCS: https://bit.ly/39ac09H