O exercício físico precisa ser um hábito na terceira idade

O exercício físico precisa ser um hábito na terceira idade

image

É através do exercício físico que as pessoas idosas conquistam a longevidade saudável, porém, a rotina de todos ficou muito afetada durante o período de isolamento social. Especialistas alertam sobre a importância de continuar com os hábitos de forma adaptada e segura durante esse período de pandemia. O movimento proporciona funcionalidade na terceira idade e não pode nunca ficar em segundo plano.
 

Exercitar-se dá à pessoa a plena autonomia de sua vida, já que ela se sente bem e mais ativa. É importante que os familiares incentivem os idosos a continuar com a rotina de exercícios. Mesmo que de forma menos regular e intensa, é essencial manter o corpo mais ativo. Além disso, tomando as devidas precauções, é possível, sim, manter-se saudável fisicamente.
Existe uma série de exercícios físicos que podem ser praticados dentro de casa, razão pela qual não há desculpa para ficar parado. Procure um profissional para orientar sobre atividades que possam ser realizadas dentro de casa, com cuidado e segurança, e que auxiliem no fortalecimento muscular e no equilíbrio.

 

VEJA TAMBÉM:

A saúde dos pés dos diabéticos

A importância do exercício físico para a manutenção da saúde óssea

A ioga pode ser uma grande aliada da saúde dos idosos e de pacientes com demência

Força muscular e potência muscular

O idoso precisa de uma equipe multidisciplinar para ajudá-lo a manter a saúde em dia, por isso, conte sempre com a orientação de um fisioterapeuta e de um profissional de educação física. Essas duas áreas são essenciais para a manutenção da saúde na terceira idade, e, claro, com uma orientação especializada, é possível fazer exercício de forma segura.
 

Conheça o curso da USCS de Pós-Graduação em Atividade Física e Saúde para Grupos Especiais. A especialização tem como objetivo abordar os principais temas em educação física adaptada com a fundamentação fisiológica, avaliação, prescrição de atividades e elaboração de programas específicos, dentro dos princípios fundamentais do conhecimento científico da atividade física como adjuvante indispensável ao tratamento de doenças crônicas.

Saiba mais em: https://bit.ly/3eZRGeZ