Compulsão alimentar durante a quarentena

Compulsão alimentar durante a quarentena

image

Sabemos que momentos de crise podem aumentar as possibilidades de desenvolvermos alguns transtornos em decorrência da ansiedade e do estresse. Especialistas alertam para o aumento do número de pessoas ansiosas, depressivas e estressadas durante o período de pandemia e isolamento social. É exatamente essa a conclusão de uma pesquisa realizada pelo professor Alberto Figueiras, do Instituto de Psicologia da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj).
 

O professor realizou um estudo com a participação de 1.460 pessoas de 23 estados diferentes, em que todas foram convidadas a responder a um questionário virtual com mais de 200 questões. A pesquisa foi aplicada em dois períodos diferentes: 20 a 25 de março e 15 a 20 de abril.
 

Resultados da pesquisa:
 

•    Na primeira coleta, as pessoas que demonstraram estar enfrentando um quadro de estresse agudo chegaram a 6,9%; na segunda fase, o número aumentou para 9,7%.
•    Já os quadros de depressão tiveram um aumento de 4,2% para 8,0%.
•    A porcentagem de pessoas com crise aguda de ansiedade saltou de 8,7% para 14,9%.

VEJA TAMBÉM:

Os alimentos podem ser um meio de transmissão do coronavírus?

O fortalecimento do sistema imunológico através da alimentação

A alimentação saudável deve ser um hábito cultivado desde a infância

Em meio à crise causada pelo coronavírus, é lançada uma campanha nacional sobre alimentação escolar

Compulsão alimentar
 

A compulsão alimentar tem sido um assunto recorrente nos escritórios de psicoterapia, e lidar com esse problema em um cenário de pandemia é um grande desafio. A compulsão pode ser controlada através de medicação e psicoterapia, mas, nesse momento de pandemia, as pessoas estão passando por um quadro atípico de estresse, o que pode tornar o enfrentamento ao problema mais dificultoso.
 

Não há cura para a compulsão alimentar; o que é possível fazer é controlá-la. Por isso, a pessoa precisa arrumar algumas válvulas de escape para contornar a situação, como praticar atividade física e deixar a despensa de casa apenas com alimentos saudáveis.
 

Planejamento alimentar
 

Nesse momento em que desaceleramos a nossa rotina, precisamos pensar em estratégias para iniciar ou dar continuidade a uma alimentação mais equilibrada e saudável. Precisamos parar e prestar atenção aos tipos de alimentos e produtos que compramos, e, claro, eliminar aqueles que não são nada saudáveis.
 

O correto é fazer refeições com alimentos de verdade. Evite aqueles produtos ultraprocessados, que oferecem praticidade mas não fazem bem nenhum para o corpo. Além disso, os alimentos industrializados têm em sua composição excesso de açúcar, sódio, gordura, conservantes, corantes e outros itens. Esse tipo de produto está associado ao ganho excessivo de peso. Use esse momento agora para cultivar hábitos mais saudáveis, afinal, essa é uma maneira de cuidar de si mesmo.
 

Vale lembrar que a psicoterapia e o auxílio de um profissional de nutrição podem ajudar na hora de contornar um quadro de compulsão alimentar. Com a ajuda desses profissionais, você vai entender as questões mais profundas da sua saúde mental e, ainda, conseguirá elaborar uma estratégia alimentar para melhorar as suas refeições.
 

Conheça os cursos de Pós-graduação da USCS:
 

Pós em Psicologia: https://bit.ly/3000CfD
Pós em Nutrição: https://bit.ly/2N5PJ4d

Fonte:https://plantaoenfoco.com.br/brasil-e-mundo/especialistas-alertam-para-compulsao-alimentar-entre-brasileiros-na-pandemia/