Estratégia 5R: técnica capaz de regularizar o processo digestivo e a microbiota gastrointestinal

Estratégia 5R: técnica capaz de regularizar o processo digestivo e a microbiota gastrointestinal

image

Existe uma crença popular que diz que “a saúde começa pela boca”. Essa frase não é um exagero, afinal, a saúde do nosso organismo está completamente ligada à nossa dieta e aos nossos hábitos. Portanto, os profissionais de nutrição se empenham em fazer um trabalho dedicado à educação nutricional, a fim de promover qualidade de vida e prevenir doenças. Além disso, a nutrição é usada como uma ferramenta poderosa no combate aos problemas e desequilíbrios intestinais e na microbiota.
 

O número de pessoas que sofrem com problemas digestivos é gigantesco, por isso, muitas acabam recorrendo ao uso de medicamentos ou a receitas caseiras que são pouco ou nada eficientes para resolver a questão. O ideal é procurar ajuda profissional; o nutricionista é quem vai intervir da forma mais correta para resolver esses problemas.
 

VEJA TAMBÉM:

Educação nutricional

O que é triagem de risco nutricional?

Nutrigenômica: um método de personalização na conduta clínica

Investir em uma dieta rica em fibras traz muitos benefícios para a sua saúde

Para resolver problemas gastrointestinais, aplica-se o protocolo 5R, por meio do qual a pessoa consegue regularizar todo o processo digestivo e a microbiota gastrointestinal.

 

Afinal, como funciona a técnica 5R?
 

O profissional irá se basear em cinco ações que serão aplicadas no acompanhamento nutricional: remover, recolocar, reinocular, reparar e reequilibrar. Por meio dessas ações, será possível restabelecer o pleno funcionamento do sistema gastrointestinal. O passo a passo funciona da seguinte forma:
 

●    Remover: nessa fase, o profissional irá diminuir o consumo de alimentos que podem ser nocivos à microbiota, como aqueles que são ricos em agrotóxicos, os ultraprocessados e aqueles com alta carga glicêmica. Outras ações também são tomadas, como diminuir o uso excessivo de recipientes plásticos e avaliar se o indivíduo sofre de um quadro de hipersensibilidade.
●    Recolocar: nessa etapa, o processo se volta para a melhora do sistema digestivo. Por isso, o nutricionista poderá indicar alimentos e bebidas com efeito digestivo, e a intenção é diminuir sintomas como gases e distensão abdominal.
●    Reinocular: nesse momento, o nutricionista vai indicar alimentos que melhoram a microbiota intestinal. Então, através de grãos integrais, farelo de aveia e banana-verde, por exemplo, é possível ajudar no processo de proliferação de bactérias probióticas.
●    Reparar: nessa fase, o profissional irá buscar a restauração da saúde das células intestinais. Esse processo consiste na redução da permeabilidade do intestino e no controle da inflamação. Portanto, uma alimentação anti-inflamatória será indicada, sendo possível a prescrição de suplementos.
●    Reequilibrar: na última etapa, o profissional de nutrição irá orientar o indivíduo a desenvolver hábitos mais saudáveis, que possam influenciar a sua saúde mental e física, como atividade física e meditação, por exemplo. Em muitos casos, o nutricionista poderá indicar alimentos que tenham em sua composição substâncias que estimulam o bem-estar.

 

O nutricionista desempenha um papel de extrema importância, proporcionando conhecimentos e técnicas que ajudam no restabelecimento da qualidade de vida e do bom funcionamento dos sistemas mais importantes do corpo humano. A técnica 5R é mais uma das estratégias que podem ajudar na reabilitação de um sistema gastrointestinal ineficiente, e o profissional de nutrição é o principal agente de mudança na aplicação desse tipo de método.
 

Conheça os cursos de Pós-Graduação em Nutrição da USCS: https://bit.ly/2N5PJ4d