Qual é a diferença entre dor de cabeça e enxaqueca?

Qual é a diferença entre dor de cabeça e enxaqueca?

image

Há milhares de brasileiros que sofrem com enxaqueca, e também há aqueles que têm episódios de dor de cabeça. Mas, afinal, qual é a diferença entre as duas?
 

Na verdade, a dor de cabeça costuma aparecer e desaparecer muito rápido e, muitas vezes, não é preciso utilizar medicamentos para que o incômodo passe. Já a enxaqueca é bem diferente. Ela é classificada como um problema neurológico que, muitas vezes, pode incapacitar a pessoa.

VEJA TAMBÉM:

A diferença é que a dor de cabeça tensional aparece esporadicamente e, em geral, a pessoa não apresenta nenhum outro sintoma além do incômodo.
Já a enxaqueca é uma dor muito mais complexa e pode ter origem hereditária. Por ser um problema
neurológico, ela vem acompanhada de auras visuais, tontura, náusea e sensibilidade à luz, a barulhos e a cheiros.
 

Estima-se que cerca de 15% a 20% da população sofra com enxaqueca, e em pessoas com idade abaixo dos 50 anos, a enfermidade pode incapacitá-las para realizar as tarefas mais simples do dia a dia.
A enxaqueca precisa ser tratada, já que pessoas com essa enfermidade se tornam mais vulneráveis a desenvolver um quadro de infarto, AVC, hipertensão e colesterol alto.

 

Principais causas da enxaqueca
 

•    Mudança hormonal.
•    Estresse.
•    Privação de sono.
•    Jejum prolongado.
•    Mudança climática.

 

Tratamento
 

O tratamento da enxaqueca pode ser feito através de remédios e de técnicas que ajudam a gerenciar o estresse. O indicado é que o paciente comece o tratamento o quanto antes para evitar que seu quadro se agrave.
 

Também é possível iniciar um tratamento não farmacológico por meio de terapias como acupuntura. O paciente é convidado pelo médico a promover uma mudança de hábitos em prol de sua saúde.
 

Acupuntura no tratamento da enxaqueca
 

As sessões de acupuntura podem ser feitas por um médico, um fisioterapeuta ou um terapeuta ocupacional. O acupunturista aplicará as agulhas em pontos de tratamento do problema. A técnica é indolor e não é necessária aplicação de anestesia.
 

O paciente pode fazer a técnica semanalmente, porém, isso vai depender da gravidade do quadro. Se a dor for muito aguda, é necessário que sejam feitas sessões em dias alternados até que tudo de estabilize. Muitos estudos indicam a eficiência da acupuntura no tratamento da enxaqueca. A pessoa consegue ter um resultado surpreendente em pouco tempo.
 

Conheça o curso de Pós-Graduação em Acupuntura: https://bit.ly/2yctENd