Pós-crise e a comunicação interna

Pós-crise e a comunicação interna

image

A pandemia obrigou todos a uma visão mais estratégica e rápida para mudar a rotina de trabalho. Por isso, boa parte das equipes está trabalhando agora em home office, e tudo isso para proteger os colaboradores da contaminação pelo coronavírus, e para dar continuidade, de forma remota, aos trabalhos essenciais para a manutenção da empresa. Nesse momento, a comunicação interna deve ser trabalhada de forma precisa para oferecer acolhimento, sem deixar as obrigações corporativas de lado.
 

Antes, o investimento em uma boa comunicação interna não era levado em consideração por muitas instituições; porém, com a ocorrência da pandemia, as diretorias empresariais passaram a valorizar ainda mais os processos comunicacionais. A comunicação precisa estar alinhada, pois, dessa forma, é possível valorizar e motivar os colaboradores, através de ações que mostram a cultura da instituição.
 

VEJA TAMBÉM:

A comunicação é a chave do sucesso para a sua carreira dentro das empresas

Comunicação estratégica

Como a psicologia pode ser eficiente para comunicar uma crise?

O futuro da gestão de pessoas e o Management 3.0

O trabalho, que agora é realizado de forma remota, evidencia ainda mais a importância do investimento em uma comunicação interna de qualidade. Para isso, o gerenciamento de comunicação deve se utilizar de ferramentas tecnológicas como videochamadas e chats para interagir e passar informações importantes a todos os funcionários.
 

Além disso, junto com a boa comunicação, é preciso também mensurar os dados, entender se os funcionários estão ou não abrindo os e-mails, participando dos chats etc. Assim, para que a comunicação seja cada vez mais efetiva, é essencial entender quais são as ações que deram ou não certo.
 

Abrir um campo de comunicação democrático, em que todos possam conversar sobre ideias, inseguranças, problemas e sobre o próprio trabalho, pode dar ao gestor uma noção mais clara acerca dos sentimentos, das dúvidas e das principais questões que os funcionários estão enfrentando nesse momento.
 

No pós-crise, o empenho em comunicação interna não pode parar, já que mais desafios serão enfrentados nesse período. Na retomada do trabalho presencial, os funcionários precisarão se sentir acolhidos e próximos da empresa, e isso deve fazê-los ser incluídos nos planos e nos objetivos que a empresa irá traçar a partir desse momento.
 

Cultivar uma equipe alinhada, motivada e informada é vital para que as adversidades no pós-crise sejam superadas.
 

Conheça o curso de MBA em Comunicação Corporativa da Pós USCS: https://bit.ly/2OFu6c5