O perfil profissional do Enfermeiro Obstetra

O perfil profissional do Enfermeiro Obstetra

image

Diante de um cenário cada vez mais exigente, os enfermeiros obstetras se veem em um grande impasse: conseguir atender de forma excelente a mulher, a gestante, a puérpera e o recém-nascido. O número de enfermeiros obstetras, porém, é insuficiente no Brasil, e os hospitais precisam de profissionais que prestem assistência nos aspectos reprodutivos e ginecológicos.
 

VEJA TAMBÉM:

O que é síndrome de HELLP?

A área de Enfermagem Obstétrica

Pós-graduação em Enfermagem: quais cursos existem?

A fisioterapia no atendimento de bebês prematuros durante e após a internação

Em razão disso, o mercado dos profissionais de saúde tem visto o aumento da demanda por enfermeiros obstetras. Para que esse quadro se reverta, é preciso que os profissionais da área invistam em qualificação especializada e na obtenção de algumas capacidades, como:
 

•    Aprimoramento da resistência física e mental.
•    Consciência sobre a importância de um papel mais humanizador.
•    Empatia para trabalhar na área da saúde, principalmente com um público com características e necessidades tão específicas, como as gestantes.
O enfermeiro obstetra pode atuar em postos de saúde, maternidades, hospitais, clínicas, universidades e laboratórios de diagnóstico. Todavia, o primeiro passo para atuar na área é se especializar em um curso de Pós-graduação em Enfermagem Obstétrica.

 

A USCS oferece o curso de Pós em Enfermagem Obstétrica, que tem como objetivo instrumentalizar o enfermeiro da mulher no ciclo gravídico puerperal, assim como em programas de atenção à saúde da mulher.
 

Saiba mais sobre essa Pós: https://bit.ly/3fNK7t9