Habilidades cognitivas e o aprendizado remoto

Habilidades cognitivas e o aprendizado remoto

image

Com a paralisação gerada pela pandemia do novo coronavírus, as aulas nas escolas e universidades precisaram ser suspensas. Isso obrigou todas as instituições a tomarem medidas de urgência para continuar aplicando os conteúdos, só que, desta vez, de forma remota. O grande desafio desse período de quarentena foi continuar estimulando as habilidades cognitivas dos estudantes.
 

As habilidades cognitivas são representadas pelas funções executivas do cérebro, como: foco da atenção, planejamento, memória do trabalho e controle da impulsividade, por exemplo. Essas habilidades podem ser desenvolvidas através da leitura de livros e até por meio de jogos de tabuleiro.

VEJA TAMBÉM:

Os rótulos podem influenciar a alimentação das crianças?

A importância da análise de comportamento para os professores

Por que a meditação pode ser tão benéfica no ambiente escolar?

Educação especial entra em discussão para a aplicação de recursos do Fundeb

Com o confinamento, os profissionais de Educação precisaram se preocupar com os possíveis prejuízos intelectuais que os alunos poderiam sofrer. Com as aulas acontecendo de forma remota, foi preciso um cuidado e uma atenção maiores com os alunos, para que todos continuassem em um processo contínuo de aprendizado.
 

A educação a distância tem seus desafios, porém, para a maioria dos professores e alunos, esse período de quarentena foi um grande aprendizado. Todos tivemos que adaptar nossa rotina educacional para que o aprendizado continuasse progredindo.
 

A neuropsicologia e o ensino a distância
 

Nas aulas presenciais, os alunos recebem os conteúdos e os estímulos de forma diferente. Quando remotamente, as aulas precisam acontecer com o mínimo de prejuízo possível, e é aí que entra a neuropsicologia.
 

Através de técnicas, a neuropsicologia faz intervenções clínicas que podem aprimorar as habilidades e melhorar a absorção dos conteúdos. Além disso, a neuropsicologia estuda a complexidade do processo do aprendizagem e entende como o nosso cérebro funciona sob diferentes estímulos.
 

Em momentos como esse que estamos vivendo, é importante manter os alunos interessados nos conteúdos e nas atividades educacionais, mostrando a todos como é essencial manter a rotina e o compromisso com a escola/universidade, mesmo em tempos de crise.
 

Neuropsicologia
 

A neuropsicologia é uma área em ascensão no cenário atual e isso se deve às validações científicas dos seus resultados teóricos.

Contribuindo com o entendimento do comportamento humano e sua correlação com o funcionamento do cérebro, a neuropsicologia traz estudos relevantes, testes, atuações clínicas e experimentos de muita valia para o campo das Neurociências e da Psicologia.
 
O estudo desse tema permite a visão ampliada de toda a estrutura cognitiva, possibilitando que os profissionais da área se destaquem no entendimento do comportamento humano, por meio do estudo aprofundado das funções cognitivas, da personalidade, do sistema nervoso e do cérebro e sua complexidade.

 

A Pós-graduação em Neuropsicologia tem como objetivo dotar os alunos de conhecimento teórico e prático dos conceitos ligados à neuropsicologia e suas atuações profissionais, bem como ampliar a visão do aluno, contemplando em sua grade uma visão multidisciplinar e profunda do tema.
 

Saiba mais sobre a Pós em Neuropsicologia: https://bit.ly/3mgCIFA