Entenda o que é a crise dos três meses


Postado em 05/08/2019



A crise dos três meses do bebê é marcada por um de seus momentos evolutivos. Nesta fase, o pequeno começa a mamar menos, chorar muito mais e há diminuição de seu ganho de peso. Esse período pode deixar os pais de cabelo em pé, porém é uma etapa completamente normal da vida do bebê.
 

Crise dos três meses: sintomas
 

•    o bebê se torna mais inquieto;
•    é o período em que as mamadas diminuem e a procura passa a ser em uma frequência menor;
•    os seios da mãe parecem estar menos cheios, o que dá a impressão de que a produção de leite está insuficiente.

VEJA TAMBÉM:

A fonoaudiologia no combate da recusa alimentar das crianças

Por que não devemos beijar bebês recém-nascidos?

A importância do cochilo para os bebês

Alimentação sólida pode ter relação com o sono do bebê

O sono do bebê
 

A percepção do bebê fica mais aguçada nesta fase, por isso eles passam a enxergar o mundo que os cerca de uma forma mais clara. Essa é a hora em que o pequeno começa a perceber que a mãe é um ser independente dele, o que pode se tornar um momento angustiante. Por isso, suas noites de sono sofrem alteração, e os choros começam a ser mais frequentes.
 

Amamentação
 

Depois de três meses, os seios da mãe passam a eliminar o leite com maior facilidade, e consequentemente, o bebê passa a sugar com mais intensidade. A quantidade de leite materno aumenta, o que faz com que a criança se satisfaça mais rápido.
 

Esse é o período mais confuso para a mãe, que pode pensar que o pequeno não está se alimentando corretamente, já que também há redução do peso da criança. Os seios também sofrem com as mudanças, não se enchendo mais como no início.
 

Choro
 

Essa, talvez, seja a parte mais complicada desse período. Por conta de todos os processos evolutivos da criança – citados anteriormente, o bebê vai chorar com mais frequência. Há também mudanças em seu comportamento, já que será perceptível sua agitação.
 

Duração da crise dos três meses
 

Apesar de sua pouca duração, cerca de 15 dias, a crise dos três meses pode ser bastante intensa. Porém os pais precisam ser bastante pacientes, já que esse processo é importante para o crescimento do bebê.  
 

A amamentação exclusiva e a nutrição
 

Sendo uma fase preocupante, principalmente em relação à amamentação, o bebê não é prejudicado nutricionalmente. Porém, para o seu crescimento, principalmente durante a introdução alimentar, a criança precisa comer alimentos que sejam altamente nutritivos e que supram as lacunas que o leite materno deixa, em casos nos quais a mãe resolve amamentar apenas até o sexto mês.
 

Para isso, existem os profissionais de nutrição com especialização voltada para a área de Nutrição Materno-Infantil. Para os profissionais da área, um curso de pós-graduação é essencial para a sua formação e atuação nesse seguimento. conheça a nossa Pós-Graduação em Nutrição Materno-Infantil: https://bit.ly/2Hjfz2L
 

0800 767 8727
(11) 94548-3386




Outros Links