É possível utilizar a Toxina Botulínica no tratamento de cicatrizes?

É possível utilizar a Toxina Botulínica no tratamento de cicatrizes?

image

O uso do botox está amplamente ligado a aparência estética facial, as pessoas que procuram esse tipo de tratamento querem amenizar rugas e sinais de expressão. Mas a toxina botulínica também pode ser usada para questões de saúde e para melhorar cicatrizes, você sabia disso?
 

O botox pode ser utilizado para tratar qualquer trauma na pele, em cortes cirúrgicos, por exemplo, a toxina ajuda a evitar a tensão excessiva na região. Além disso, estudos indicam que a aplicação da substância também é eficiente no tratamento de queloides.
 

VEJA TAMBÉM:

Radiofrequência: quem pode aplicar?

Dermarollers que são autorizados pela Anvisa

Mitos sobre a área de Farmácia Estética

Aparelhos para limpeza de pele profissional: quais são os mais indicados?


Como acontece a ação da Toxina Botulínica sobre a cicatriz?  

No processo de cicatrização, a pele da região afetada passa por um estresse contínuo. O que o botox faz é paralisar a musculatura e permitir que o processo de cicatrização ocorra de forma ideal, e posteriormente a atividade muscular também se recupere.
 

Cicatrizes antigas e recentes ou aquelas decorrentes de cirurgia plástica e cesariana, podem ser tratadas com o botox. Independentemente de sua forma, espessura e cor, a toxina botulínica pode ser amplamente utilizada para esse tipo e tratamento.
 

Cuidados na aplicação
 

O profissional de estética precisa injetar a substância com agulhas delicadas dentro da cicatriz, o recomendado é utilizar 1 a 2 unidades da toxina para cada cm² da área que está em cicatrização. Já na aplicação, o paciente vai ter mudanças significativas como a diminuição da inflamação e da fibrose, em 15 dias, é possível perceber uma melhora significativa na aparência da cicatriz. A indicação é que a pessoa faça de 2 a 4 sessões para diminuir o tamanho das cicatrizes hipertróficas e queloides.
 

Conheça os cursos de Pós-graduação em Estética da Pós USCS: http://bit.ly/35KCih6