As verdadeiras necessidades alimentares das crianças

As verdadeiras necessidades alimentares das crianças

image

Manter uma alimentação minimamente adequada pode ser considerado um desafio para muitos pais. Muitas vezes, na correria do dia a dia, muitas famílias optam por alimentos ultraprocessados e de fácil preparo. Porém, esse hábito, que é considerado uma facilidade por muitas famílias, na verdade pode comprometer uma vida adulta saudável para as crianças.
 

É importante criar uma mentalidade de que o alimento saudável é aquele que é de fácil acesso, e não o contrário. Essa mudança de cultura esbarra em questões profundas da obesidade infantil, e essa transformação na visão da sociedade pode impactar no combate aos casos de obesidade.

VEJA TAMBÉM:

Estudo indica que crianças que são forçadas a comer têm maior chance de desenvolver obesidade

Psicologia da alimentação: a influência de outras pessoas em nossas refeições

Nutrição Materno-Infantil: como manter a alimentação das crianças saudável

As especializações na área de Nutrição

Os pais precisam se engajar na causa dos alimentos in natura
 

Quem decide os produtos que entram em casa e os alimentos que são feitos são os pais. Por isso, os adultos responsáveis precisam fortalecer a cultura dos alimentos in natura dentro da própria casa, pois assim é possível alterar os padrões da sociedade.
 

Os alimentos que são direcionados para o público infantil, na maioria das vezes, têm uma embalagem mais colorida, chamativa e apelativa. Tudo isso faz parte das estratégias de marketing das grandes marcas para conquistar o público infantil. Especialistas indicam que os pais devem evitar consumir alimentos com esse tipo de apelo e mostrar para a criança os malefícios dos ultraprocessados.
 

Para os pequenos, é importante manter uma proximidade com os alimentos in natura. Levar as crianças a feiras ou até montar uma pequena horta em casa podem ser ótimas estratégias. O importante é mostrar o quão saborosos e nutritivos são esses alimentos e como tudo isso beneficia a saúde.
 

Conheça o curso de Pós-graduação em Nutrição Materno-Infantil: http://bit.ly/2Nv4XAp