Apresentação de alimentos para as crianças


Postado em 31/10/2019



Muitas são as dúvidas quanto à introdução alimentar. A grande variedade de alimentos disponíveis, com uma infinidade de funções nutricionais, causa uma certa estranheza nos pais, que têm dificuldade em saber quais são as melhores opções para seu bebê.
 

Primeiro, é importante entender que não há restrição nenhuma em relação a alimentos naturais. Alguns deles, como o ovo, precisam ser inseridos na dieta do bebê ainda cedo, para que alergias não sejam desenvolvidas.
 

Quanto aos alimentos industrializados, é preciso cautela. Doces, temperos prontos e preparos industrializados precisam ser evitados. O indicado é que a criança só os consuma a partir dos dois anos de idade. Arroz, milho, batata, cereais e tubérculos são os carboidratos complexos; juntamente com legumes, verduras e proteína animal, são ideais para a alimentação dos bebês.

VEJA TAMBÉM:

O que é a nutrição comportamental?

O que é a periodização nutricional?

Cultivar bons hábitos alimentares é importantíssimo para pessoas autistas

Nutricionistas podem encontrar grandes oportunidades de atuação na Nutrição Escolar

Os métodos a serem utilizados para a introdução alimentar ficam a critério dos pais. Seja uma introdução tradicional, feita através de papinhas, ou do tipo BLW (Baby-Led Weaning), que acontece através da oferta de alimentos em pedaços, seja pela introdução participativa, na qual a própria criança escolhe o que vai comer com a assistência dos pais. Não importa o método, o importante é fazer aquilo que deixar o bebê mais à vontade.
 

A alimentação materna infantil é uma área da Nutrição que gera bastante curiosidade. E, claramente, é uma demanda que precisa ser atendida no mercado. É por isso que a USCS oferece o curso de Pós-Graduação em Nutrição Materno Infantil. Para conhecê-lo, acesse: https://bit.ly/2Hjfz2L

 

0800 767 8727
(11) 94548-3386




Outros Links