Lifelong learning: o aprendizado não precisa parar depois dos 40 anos

Lifelong learning: o aprendizado não precisa parar depois dos 40 anos

image

As transformações do mundo são constantes, e quando se trata do mundo corporativo e do mercado de trabalho, essas mudanças são ainda mais evidentes. Com isso, surge a necessidade de sempre estar em pleno aprendizado, mesmo depois dos 40, 50 anos. E esse conceito tem um termo específico, o lifelong learning.
 

Lifelong learning significa investir na educação continuada e, consequentemente, evoluir nos sentidos profissional e pessoal. Com o avançar da idade, as pessoas passam a investir cada vez menos em seu próprio desenvolvimento, portanto, os estudos acabam ficando de lado. Porém, o lifelong learning surge justamente com a intenção de incentivar o aprendizado em pessoas acima dos 50 anos.

VEJA TAMBÉM:

O que é a dislexia?

Pós-graduação a distância para professores

As competências essenciais para os profissionais do futuro

Desvalorização salarial é uma das mais graves dificuldades dos professores

Incentivar o lifelong learning ajuda a mudar vidas
 

Quando pensamos no aprendizado continuado, sempre associamos esse hábito ao desenvolvimento profissional. Porém, é possível aprender uma série de coisas em prol do nosso aperfeiçoamento pessoal. Aprender constantemente melhora uma série de questões na vida da pessoa acima dos 50 anos, como a autoestima.
 

Hoje em dia, a internet trouxe para pessoas de forma mais acessível uma série de cursos, em diferentes níveis, que podem ser utilizados para a manutenção do saber. É possível também aprender através de serviços de streaming, YouTube e até podcasts.
 

Nunca é tarde para aprender a fazer coisas novas, por isso, a sociedade precisa de entusiastas do lifelong learning para transformar a vida das pessoas e dar significado em sua jornada rumo a uma velhice saudável e ativa.
 

Conheça o curso Lifelong Learning Para a Vida e o Trabalho: http://bit.ly/3ojT7K1