A alimentação de um atleta de alta performance vegano ou vegetariano

A alimentação de um atleta de alta performance vegano ou vegetariano

image

Graças aos avanços científicos, independentemente da área, é possível atender a todas as pessoas, com as mais diversas individualidades. Quando falamos de esportes de alta performance, sempre pensamos naquela figura musculosa, que tem uma dieta rica em proteína animal, correto? Porém, essa visão não é uma verdade absoluta: atletas que cultivam uma vida baseada no veganismo ou vegetarianismo também conseguem obter grandes feitos esportivos.

VEJA TAMBÉM:

O que são alimentos funcionais?

As especializações na área de Nutrição

Os alimentos podem ajudar no processo de cicatrização?

Psicologia da alimentação: a influência de outras pessoas em nossas refeições

O indivíduo que não consome nenhum tipo de carne tem algumas características muito favoráveis à prática esportiva. Uma delas é um intestino com um funcionamento muito mais eficiente, que conta com um perfil anti-inflamatório e um sistema imunológico mais fortalecido. Do ponto de vista esportivo, essas duas vantagens são significativas para o organismo de um atleta.
 

O acompanhamento do atleta também deve ser constante
 

Um atleta de alta performance conta com o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar, e isso não muda no caso de pessoas com a restrição do consumo de carne em suas dietas. É preciso ressaltar que por ser uma dieta bastante restritiva, principalmente a dos veganos, é preciso que o profissional de nutrição prescreva uma dieta que evite a perda de peso e a deficiência de ômega-3, ferro, zinco, iodo, cálcio e vitaminas D e B12.
 

O mercado de nutrição esportiva tem enxergado os atletas com suas individualidades, por isso, muitas empresas já produzem produtos como a alternativa vegana ao whey protein, por exemplo. É possível também fazer a suplementação de aminoácidos e creatina, pois ambos são importantíssimos para a saúde física do atleta vegano.
 

Assim, é essencial ter o acompanhamento de um nutricionista, pois só ele conseguirá prescrever a dieta adequada para a sua saúde e performance esportiva. Para o atleta vegano ou vegetariano, é preciso uma atenção especial, pois há a possibilidade de deficiência no consumo de alguns nutrientes. Por isso, o nutricionista é o profissional indicado para orientar um atleta com essas particularidades.

 

Assista gratuitamente nossa aula " Dietoterapia no ciclo de treinamento" 

 

O que você vai assistir: 

A prática do Jejum Intermitente é uma das estratégias nutricionais mais discutidas nos últimos anos. Ela consiste em períodos de jejum alternados com janelas alimentares. Ao contrário do que se imaginava, essa estratégia não provoca catabolismo muscular ou redução da taxa metabólica de repouso, porém, deve ser feita com cálculo nutricional adequado, ajustado para atender às necessidades do indivíduo e não levar a um quadro de desnutrição. Ela não é uma estratégia melhor do que outras para o emagrecimento; é apenas mais uma possibilidade de variação no planejamento alimentar.

 

                                    

 

Gostou?! Cadastre-se e assista a todos os conteúdos.

Link para inscrição: https://materiais.posuscs.com.br/meetingbodydesignonline

 

Conheça o curso de Pós-Graduação em Nutrição Esportiva Aplicada ao Bodydesign: http://bit.ly/2RH2rKv