Vigilância Sanitária: Dengue, uma emergência.

Vigilância Sanitária: Dengue, uma emergência.

image


Dengue: Tão importante quanto conhecer quais são os sintomas da dengue é saber como preveni-la. O surto de dengue dos últimos meses tem deixado o país em estado de alerta.  Hospitais lotados.  

O mosquito: aprenda a identificar.
Ele mede menos de um centímetro, cor marrom escura ou preta e tem listras brancas no corpo e nas pernas.

A picada:
Não é possível perceber a picada, pois no ato da picada não dói e nem deixa marca.

Prevenir:
. Verifique se a caixa d’água está bem fechada
. Observe se os ralos e calhas estão com escoamento normal, sem folhas ou sujeiras que impeçam que a água escorra;
. Água da chuva acumulada, remova com rodos e seque bem;
. Lave os recipientes que usa para armazenar água, especialmente as bordas;
. Vasos: coloque areia nas bordas dos pratinhos;
. Guarde garrafas vazias sempre de cabeça para baixo;
. Não guarde pneus velhos em locais descobertos;
. Não jogue lixo em terrenos baldios, feche bem a sua lixeira.

Mas se você já está com dengue...
Alimente-se bem, ingira bastante líquido e fique atento aos sintomas, pois se piorarem procure imediatamente um médico.


Os sintomas da Dengue Clássica (não hemorrágica)
  Febre alta com início súbito.
  Forte dor de cabeça.
  Dor atrás dos olhos, que piora com o movimento dos mesmos.
  Perda do paladar e apetite.
  Manchas e erupções na pele semelhantes ao sarampo, principalmente no tórax e membros superiores.
  Náuseas e vômitos
  Tonturas.
  Extremo cansaço.
  Moleza e dor no corpo.
  Muitas dores nos ossos e articulações.


As informações foram retiradas do site oficial sobre o tema: www.dengue.org.br

A saúde pública é uma questão prioritária, por isso, prevenir é sempre mais importante que remediar.  

Conheça nosso curso de pós em Vigilância Sanitária, nas modalidades presencial e à distância.