Uma hora a mais de sono faz toda a diferença para a sua saúde

Uma hora a mais de sono faz toda a diferença para a sua saúde

image

A nossa rotina do dia a dia está cada vez mais atribulada: tem academia, trabalho, faculdade, família e eventos sociais. Em muitos dias não conseguimos dar conta de tudo isso, e acabamos perdendo uma hora de sono para priorizar uma atividade que precisa ser feita. E essa ação está completamente equivocada, pois uma boa noite de sono é essencial para a nossa saúde e para que a nossa rotina flua bem.
 

Dormir não é perda de tempo. Você não precisa ser funcional 24 horas por dia. Aquela horinha “extra” que você deixa para dormir trará benefícios incalculáveis! Você ficará mais disposto, mais produtivo no trabalho e seu humor ficará muito melhor.
 

Observe o seu sono nos dias em que você não tem compromisso nenhum, nos finais de semana. Veja quantas horas você consegue dormir e tente aplicar essa meta para o seu dia a dia.
Coloque como meta a melhora da sua noite de sono e veja a transformação que isso pode trazer para a sua vida. Uma noite de sono de qualidade pode trazer benefícios incomparáveis para a sua vida. Lembre-se disso!

 

Tenho dificuldade para dormir. O que fazer?
 

Geralmente, as pessoas que apresentam dificuldade para dormir reclamam da qualidade, da demora em conseguir pegar no sono e da sensação de não conseguir descansar o suficiente.
 

A quantidade de horas de sono é definida de maneira individual, porém é preciso observar a sua disposição no dia seguinte. Além disso, observe se o seu sono é contínuo, já que a insônia pode ser um sintoma ou efeito colateral de outro problema. Doenças emocionais, neurológicas, sistêmicas e causas internas podem contribuir para um quadro de insônia.
 

Causas da insônia
 

•    doença de Alzheimer;
•    doença de Parkinson;
•    ansiedade;
•    depressão;
•    transtorno do estresse pós-traumático.

 

Essas são apenas algumas das possíveis causas da insônia, porém há muitos fatores internos e externos que podem acentuar esse problema. Para entender melhor os sintomas, é recomendado que a pessoa procure ajuda médica para descobrir a origem do problema.