Teste da linguinha pode ajudar no diagnóstico de problemas na mastigação


Postado em 26/12/2018



O teste da linguinha se tornou obrigatório no Brasil, assim é possível detectar alterações nos movimentos da língua do bebê logo em seus primeiros dias de vida. Problemas nos quais podem causar dificuldades na fala, mastigação e na amamentação do bebê.
 

O teste da linguinha pode ajudar na identificação de problemas na fala como a “língua presa”. E ele é feito logo nos primeiros dias de vida da criança para que seja detectado facilmente uma má formação da membrana da língua.
 

Quando detectada cedo, problemas como a “língua presa” podem ser corrigidos a tempo, já que quando nós crescemos se torna mais difícil a correção. E o teste ajuda na prevenção da baixo autoestima da pessoa em sua fase adulta.
 

Como é feito o teste da linguinha?
 

O teste é feito enquanto o bebê está sendo amamentado, um profissional habilitado ou um fonoaudiólogo faz uma avaliação da anatomia, força de sucção, batimentos cardíacos, respiração e saturação de oxigênio.
 

Caso seja diagnosticada a "língua presa" o bebê passará por um pequeno corte indolor, o teste também não costuma doer. E caso seja detectada uma alteração, isso não significa que o bebê terá a língua presa. O exame é oferecido gratuitamente na rede pública e privada, já que se trata de uma avaliação bem simples.
 

Para os profissionais da área de Fonoaudiologia, a USCS oferece o curso de pos graduação em motricidade orofacial. Se interessou? Então saiba mais sobre o curso? https://goo.gl/FJKsvN
 

0800 767 8727
(11) 94548-3386




Outros Links