Neurociência do consumidor versus Neuromarketing

Neurociência do consumidor versus Neuromarketing

image

Neurociência do consumidor é a combinação de pesquisa do consumidor com a neurociência moderna. O objetivo do campo é encontrar explicações neurais para o comportamento do consumidor. Trata-se do estudo de indivíduos, grupos ou organizações e todas as atividades associadas à compra, ao uso e ao descarte de bens e serviços, e como as emoções, as atitudes e as preferências do consumidor afetam o comportamento de compra. A pesquisa com consumidores existe há mais de um século e foi bem estabelecida como uma combinação de sociologia, psicologia e antropologia, e os tópicos populares no campo giram em torno da tomada de decisões, publicidade e branding dos consumidores.
 
Por décadas, no entanto, os pesquisadores do consumidor nunca foram capazes de registrar diretamente os processos mentais internos que governam o comportamento do consumidor. Eles sempre se limitaram a projetar experimentos nos quais alteram as condições externas, a fim de ver as maneiras pelas quais variáveis ​​ ​​podem afetar o comportamento do consumidor (exemplos incluem mudar a embalagem ou mudar o humor de um sujeito).
 
Com a integração da neurociência com a pesquisa do consumidor, é possível ir diretamente ao cérebro para descobrir as explicações neurais do comportamento do consumidor. A capacidade de registrar a atividade cerebral com eletrodos e os avanços na tecnologia de imagem neural tornam possível determinar regiões específicas do cérebro responsáveis ​​por comportamentos críticos envolvidos no consumo. A neurociência do consumidor é semelhante à neuroeconomia e ao neuromarketing, mas existem diferenças sutis, porém distintas, entre eles. A neuroeconomia é mais um campo acadêmico, enquanto o neuromarketing e a neurociência do consumidor são mais uma ciência aplicada. O neuromarketing concentra-se no estudo de várias técnicas de marketing e tenta integrar o conhecimento em neurociência para ajudar a melhorar a eficiência e a eficácia dessas estratégias de marketing. A neurociência do consumidor é única entre as três, porque seu foco principal está no consumidor e em como vários fatores afetam as preferências individuais e o comportamento de compra.
 
Norberto Almeida de Andrade – Doutorando em Design. Mestrado em Administração, na linha de pesquisa de comportamento do consumidor. MBA em Marketing Digital. Graduado em Gestão Empresarial e em Gestão Comercial. Licenciatura em Letras. Professor do curso de Neuromarketing e Neurociência Aplicados à Gestão de Negócios pela Universidade Municipal de São Caetano do Sul. Autor de três livros nas áreas de Marketing e Inovação e de diversos artigos científicos no Brasil e no exterior.