A fisioterapia é muito importante para o paciente oncológico

A fisioterapia é muito importante para o paciente oncológico

image

A fisioterapia está entre as especialidades de maior importância para o tratamento do paciente oncológico, juntamente com outras frentes da saúde. É através de uma atuação fisioterápica que é possível trabalhar a prevenção, a promoção e a recuperação do paciente, principalmente no que diz respeito à melhora de seus movimentos e de suas funções.
 

Em casos de cirurgia, a fisioterapia tem uma atuação importantíssima, ajudando a minimizar os efeitos do procedimento e a melhorar a reabilitação do paciente. Por causa do tratamento, das lesões ou das sequelas, o paciente com câncer encontra uma enorme dificuldade para retomar suas atividades cotidianas, e a fisioterapia trabalha em prol da motivação para ele retornar ao seu modo habitual.

VEJA TAMBÉM:

A fisioterapia é necessária para os atletas e os iniciantes em modalidades esportivas

A fisioterapia cardiorrespiratória transforma vidas

Como fica a indicação de exercícios pelos Fisioterapeutas para os pacientes com COVID-19?

Fisioterapeutas poderão fazer atendimento a distância, regulariza o Coffito

É importante entender que corpo e mente trabalham juntos, que um depende do outro. A fisioterapia proporciona ao paciente a redução de efeitos colaterais e também atua na proteção contra complicações. Através de uma avaliação, o fisioterapeuta irá definir quais recursos podem ser utilizados para melhorar a qualidade de vida do paciente oncológico.
 

Através da abordagem fisioterapêutica é possível tratar aderências decorrentes de cicatrizes de cirurgia, falta de mobilidade articular e pontos de tensão muscular. Para cada caso existe um tipo diferente de modalidade de exercício, e todas com um só objetivo: proporcionar a reabilitação física.
 

O fisioterapeuta precisa estar entre os profissionais de uma equipe multidisciplinar de tratamento ao câncer. Dessa forma, é possível recuperar o bem-estar, a vitalidade e a autoestima do paciente. Além disso, essa abordagem terapêutica tem uma importante influência no que diz respeito a dar autonomia e à reintegração da pessoa com câncer à sociedade.
 

Conheça os cursos de Pós-Graduação em Fisioterapia da USCS: https://bit.ly/2N0hv24