As empresas precisam conhecer profundamente seus clientes

As empresas precisam conhecer profundamente seus clientes

image

Para conseguir se consolidar no mercado, as empresas precisam se encaixar em uma série de exigências. Além disso, é preciso se adaptar às transformações de processos, um dos quais é a importância de entender os clientes, escutá-los e estabelecer uma relação sólida com eles. Os clientes são a peça principal de uma empresa e, para entendê-los, é preciso desenvolver um sistema de coleta de dados eficiente e uma equipe estratégica para compreender as mudanças de comportamento do público.
 

É através da compreensão do comportamento do cliente que as marcas conseguem ter uma base sobre o processo de decisão do consumidor. A partir dessas informações, é possível ter insights sobre questões técnicas dos produtos/serviços e, ainda, ajudar a equipe de marketing a desenvolver campanhas mais eficientes.

VEJA TAMBÉM:

Neuromarketing, Publicidade e Emoção

Use o Neuromarketing em sua empresa

O neuromarketing permite um entendimento profundo sobre o consumo

Antropologia e Semiótica do Consumo no Neuromarketing: o contexto simbólico e cultural da atividade

Além disso, estabelecer uma relação mais ativa com o cliente ajuda os dois lados a criarem uma ligação mais forte e um laço de confiança. Essa conexão só gera bons frutos para as empresas, e essa relação gera dados valiosos.
 

A tomada de decisão é baseada nas emoções
 

É importante entender que, como seres humanos, boa parte de nossas decisões são baseadas em nossas emoções. E quando se trata de consumo, isso é ainda mais forte. Nosso cérebro trabalha o tempo inteiro, absorvendo informações, fazendo julgamentos e tomando decisões.

Por isso, muitas das nossas decisões no dia a dia são tomadas em questão de segundos e feitas de forma intuitiva. Na maioria das vezes, quando decidimos fazer algo, estamos tomados pela emoção, e a razão acaba ficando de lado na maioria situações.
 

A relação dos clientes com as marcas, independentemente se a experiência é boa ou ruim, depende muito de como foi a vivência naquele momento. Porém,  nosso cérebro tende a destacar apenas os momentos mais intensos da situação, e é exatamente isso que nos ajuda a criar a percepção sobre a marca. Portanto, é de extrema importância as empresas entenderem todos os processos operacionais e o lado emocional da experiência do cliente.
 

Mapear a jornada dos clientes é importantíssimo para entender suas emoções. Por meio da interpretação de sentimentos, a empresa consegue melhorar serviços/produtos, aprimorar estratégias e estreitar a relação com seus clientes. Dessa forma, também é possível corrigir possíveis erros que influenciam o cliente no processo de decisão.
 

Profissionais qualificados é essencial
 

O processo de compreensão dos clientes é muito complexo, e para realizar os estudos com êxito, as empresas precisam contar com profissionais altamente qualificados. Por isso, o mercado de trabalho está mais exigente em relação às habilidades e às qualificações dos profissionais, já que as demandas sofrem alterações o tempo inteiro.
 

O Marketing, de maneira resumida, visa compreender as necessidades do mercado, do cliente e os principais elementos envolvidos, como preço, público-alvo, estratégias de venda, marcas e produtos. A neurociência envolvem várias áreas de conhecimento (biologia, fisiologia, medicina, psicologia, entre outras) que estudam as estruturas, o desenvolvimento e as funções do sistema nervoso. Assim, a neurociência nos oferece a compreensão de como os estímulos (visuais, auditivos e outros) chegam ao cérebro e como os processos cognitivos (atenção, memória, motivação, emoção e muito mais) atuam diante desses estímulos.
 

O Neuromarketing constitui a interface entre os conhecimentos do marketing e das neurociências, para a compreensão dos fatores cerebrais que determinam a tomada de decisão, o comportamento do consumidor e a lógica do consumo.
Dessa forma, o curso de Neuromarketing foi concebido para que os alunos aprendam as reações neurológicas a determinados estímulos externos e sejam capazes de criar estratégias mais eficazes, com base nas neurociências, para gerar desejo em relação a determinados produtos e marcas, criar os impulsos e as motivações necessárias para conquistar, reter e fidelizar os consumidores.

 

Saiba mais sobre o curso de MBA em Neuromarketing: https://bit.ly/34yTAjs