Os desafios do professor na hora de educar um aluno com deficiência visual


Postado em 04/01/2018



A educação inclusiva é um tema bastante discutido no âmbito escolar, e isso se deve a uma série de leis que visam garantir o acesso de pessoas deficientes a um ensino adequado. E quando se trata de pessoas com deficiência visual, o desafio de ensino é ainda maior.
 
O dia a dia de um professor que dá aula para uma sala regular é cheio de experiências novas, desafios e aprendizado de ambas as partes. Agora, imagine a rotina em sala de aula em que um professor precisa ensinar um aluno com deficiência visual? É difícil imaginar, não é?
 
Ser professor de uma sala comum já é bastante desafiador, e quando se inclui um aluno que precisa de cuidados e atenção especs o trabalho costuma ficar ainda mais delicado. No dia a dia, o professor que leciona para um aluno com deficiência visual lida com a tarefa de adaptar a aula e os materiais para que a criança consiga estudar normalmente.  
 
Assim como todos os outros alunos, o deficiente visual precisa ser motivado e ter suas habilidades estimuladas, e para isso, é preciso adaptar materiais didáticos, a infraestrutura e é preciso ter materiais específicos de leitura em Braille para que ele possa aprender no mesmo ritmo de todos.
 
Mas, o que geralmente acontece é que muitas escolas não conseguem dar suporte nenhum para alunos com necessidade especial. O que pode atrapalhar o desempenho e aprendizagem, e ainda dificultar o trabalho do professor.
 
Além disso, o aluno com deficiência precisa de materiais como máquina de Braille, livros em Braille, papel especial, livros com caracteres ampliados, caneta de feltro, papel pautado ou lupas (para alunos com baixa visão). E são poucas as escolas que conseguem atender a essa demanda.
 
Outro ponto importante é em relação ao convívio da criança deficiente com o restante da sala. A integração entre os alunos é importantíssima e indispensável. Pois sem criar relações, nós nos sentimos excluídos e alguns aspectos da nossa vida social podem afetar o nosso desenvolvimento, e isso vale para a nossa vida toda.
 
O papel do professor no ensino dos cegos precisa ser integrado com as relações familiares. E assim, é possível acompanhar o desempenho e aprendizado do aluno, e fazer possíveis intervenções em conjunto. O professor é peça importante da inclusão de pessoas deficientes na educação, isto, claro, com ajuda do governo e da sociedade como um todo.
0800 767 8727
(11) 94548-3386




Outros Links