Uso excessivo de smartphones e tablets traz consequências sérias para a saúde de crianças


Postado em 12/03/2019



Em meio a tantas tecnologias é quase impossível os pais privarem as crianças de usarem smartphones, tablets e assistir televisão. Porém, o que poucos sabem é que a exposição a esses dispositivos pode estar associado ao desenvolvimento de ansiedade e depressão.
 

As telas, como os especialistas se referem aos dispositivos eletrônicos, podem deixar as crianças com menos autocontrole, estabilidade emocional afetada, menos foco para terminar atividades e também não ter uma curiosidade muito aguçada.
 

Em estudo publicado recentemente na revista “Preventative Medicine Reports” ficou evidente a influência direta que o uso desses dispositivos causa um menor bem estar psicológico em crianças e adolescentes.
 

Todos os estudos estão tentando chegar a apenas um objetivo: ao cálculo do tempo de tela que é suficiente para não gerar nenhum prejuízo na saúde mental da criança e do adolescente. E os efeitos desse novo hábito não afetam apenas o psicológico das crianças, mas também o organismo.
 

O estudo constatou que aqueles jovens que passaram 7 horas ou mais em frente a esses dispositivos eram muito mais propensos a desenvolver ansiedade ou depressão. Os adolescentes estão no índice mais preocupante de uso excessivo de telas, e claro, são mais vulneráveis a essas patologias emocionais.
 

0800 767 8727
(11) 94548-3386




Outros Links