Triplica a procura por congelamento de óvulos no Brasil


Postado em 29/01/2019




Hoje em dia, as mulheres se preocupam muito mais com sua carreira, e planos como o de constituir uma família acaba ficando para depois. Só que vale lembrar que a fertilidade da mulher vai sofrendo alterações com o decorrer dos anos, e por isso, muitas estão optando pelo congelamento dos óvulos para garantir uma gravidez tardia.
 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é o órgão que fiscaliza as clínicas de reprodução assistida no Brasil. E a agência recolheu dados e percebeu um aumento de 13% no congelamento de óvulos entre 2016 e 2017.
 

Em muitas clínicas pelo Brasil foi percebido um aumento significativo de mulheres que optaram por congelar seus óvulos. Especialistas indicam que esse procedimento seja feito até os 35 anos.
 

A coleta precisa ser até essa idade limite para que o procedimento seja bem sucedido, já que a partir dessa faixa etária há um risco maior, e há a possibilidade de colher óvulos que não tem a qualidade necessária.
 

Antes da coleta, a mulher passa por um processo de receber altas cargas de hormônio para estimular a ovulação.  E a primeira fase pode ter algumas consequências como irritação, ansiedade e inchaço.
 

0800 767 8727
(11) 94548-3386




Outros Links