Reforma trabalhista: entenda o que muda para os trabalhadores


Postado em 17/07/2017



Foi aprovada no Senado, na última terça-feira, 12, a Reforma Trabalhista proposta por Michel Temer.

As mudanças inclusas na proposta dividiram opiniões durante a votação, somando 50 a favor e 26 contra.

Com o governo alegando mudanças positivas para o atual cenário trabalhista e diminuição no número de desempregados, a reforma impacta diretamente os trabalhadores CLT. Confira e entenda as mudanças:

1.       A reforma libera a negociação entre empregados e empregadores em alguns pontos da legislação trabalhista, antes não negociável.
 

2.        Funcionários com jornadas acima de seis horas, poderão reduzir seu horário de intervalo para até meia hora, debitando a outra metade no horário da saída, por exemplo.
 

3.       O trabalhador poderá ter uma rotina intermitente com a empresa, sendo obrigatório o anúncio por parte da empresa com, no mínimo, três dias de antecedência, recebendo por hora trabalhada.
 

4.       As  férias poderão ser parceladas em até 3 períodos durante o ano.
 

5.       O imposto sindical passa a ser opcional.
 

6.       Jornadas de trabalhos home Office (em casa) poderão ser negociadas em casos com mais de 6h.
 

7.       A contratação terceirizada de um funcionário desligado só poderá ser feita após 18 meses.
 

8.       O tempo gasto entre a casa do trabalhador e a empresa não conta mais como jornada.
 

--> Conheça a Pós-Graduação em Direito do Trabalho da USCS.

0800 767 8727
(11) 94548-3386




Outros Links